Imposto de Renda 2021

Imposto de Renda em 2021: como fazer, prazos e novas regras

Compartilhar:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no pinterest

Você verá no artigo

Você já declarou seu Imposto de Renda em 2021?

Ele é o principal tributo cobrado pelo governo federal anualmente, sobre quanto as pessoas físicas e jurídicas ganham.

Nesse ano, o IRPF 2021 já está disponível, com a previsão de obter cerca de 32 milhões de declarações, e ainda contará com novas regras para os contribuintes.

Se você está perdido sobre como fazer a sua declaração ou quer saber quais são as novas regras do IRPF para este ano, elaboramos um artigo completo com tudo o que você precisa saber sobre o Imposto de Renda em 2021. Acompanhe!

Quais são as novas regras para o Imposto de Renda em 2021?

A principal mudança em relação às regras do ano passado para cá é que, agora, o auxílio emergencial também precisa ser declarado por algumas pessoas.

Nesse caso, aqueles que receberam rendimentos tributáveis (salário, renda de aluguéis, pensão) com uma soma anual acima de R$ 28.559,70 precisam não apenas declarar, mas também devolver o dinheiro à Receita Federal.

Outras novidades divulgadas foram:

  • Três categorias de criptomoedas que podem ser declaradas: Criptoativo Bitcoin (BTC), outros criptoativos, do tipo moeda digital (altcoins) e demais criptoativos classificados como security tokens.
  • Acréscimo da opção de “conta pagamento” para a restituição do imposto.
  • Carnê-leão em ambiente web.

Quem precisa declarar o IR em 2021?

Neste ano, é obrigado a declarar quem:

  • Recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2020;
  • Recebeu rendimentos acima de R$ 40.000 que foram isentos, não tributáveis ou tributados direto na fonte;
  • Obteve capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à aplicação de imposto;
  • Operou na bolsa de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;
  • Ganhou acima de R$ 142.798,50 brutos em atividade rural;
  • Tinha posse de propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de mais de R$ 300 mil até 31 de dezembro de 2020;
  • Entrou na condição de residente no Brasil em qualquer mês e permaneceu assim até 31 de dezembro de 2020;
  • Recebeu auxílio emergencial em 2020 e obteve R$ 22.847,76 ou mais em outros rendimentos tributáveis;
  • Escolheu por ficar isento de impostos sobre o valor da venda de imóveis residenciais, cujo produto seja aplicado na aquisição de imóveis residenciais no Brasil, no prazo de 180 dias, contado da celebração do contrato de venda.

Mesmo o IRPF 2021 sendo um imposto para pessoas físicas, MEIs (Microempreendedores Individuais) que se encaixam nesses critérios também devem declarar imposto. 

Imposto de Renda 2021: papéis em cima de uma mesa com celular com calculadora no meio

Quais são as faixas de renda e alíquotas de IR 2021?

A tabela do Imposto de Renda não sofre alteração desde 2015 e serve para estimar quanto imposto será pago de acordo com o valor de cada renda.

Antes de olhar a tabela, é importante saber alguns conceitos:

  • Base de cálculo: rendimentos tributáveis (salários, aluguéis recebidos, pensões, etc.)
  • Alíquota: percentual de tributação de acordo com cada faixa
  • Dedução: quantia de IR descontada

Agora, confira as tabelas de Imposto de Renda de 2021

FaixaBase do cálculo Alíquota %Dedução
até R$ 22.847,76Isento
de R$ 22.847,77 até
R$ 33.919,80
7,5R$ 1.713,58
de R$ 33.919,81 até
R$ 45.012,60
15R$ 4.257,57
de R$ 45.012,61 até
R$ 55.976,16
22,5R$ 7.633,51
acima de R$ 55.976,1627,5R$ 10.432,32
(Tabela de IRRF baseada na renda anual)

Base do cálculo Alíquota %Dedução
de R$ 0,00 até R$ 1.903,98Isento
de R$ 1.903,99 até
R$ 2.826,65
7,5R$ 142,80
de R$ 2.826,66 até
R$ 3.751,05
15R$ 354,80
de R$ 3.751,06 até
R$ 4.664,68
22,5R$ 636,13
a partir de R$ 4.664,6827,5R$ 869,36
(Tabela de IRRF baseada na renda mensal)

Passo a passo: o que é preciso para fazer a declaração de Imposto de Renda

Pode não parecer, mas declarar Imposto de Renda não é tão complicado assim.

Antigamente, quando tudo era feito no papel e escrito à mão, o processo era muito mais burocrático e demorado. Hoje, isso é simples e automatizado com a internet.

Confira o tutorial de como fazer declaração de Imposto de Renda 2021 de forma fácil e rápida!

1 – Acesse o programa ou o aplicativo

O primeiro passo é baixar o Programa Gerador da Declaração ou instalar o aplicativo “Meu Imposto de Renda”, disponível no Google Play (Android) ou na App Store (iOS).

2 – Separe os documentos

Será preciso informar vários dados, portanto deixe por perto os documentos referentes a você:

  • Dados (CPF, endereço, nome completo, etc.) 
  • Dependentes, se tiver
  • Rendimentos
  • Despesas
  • Bens

3 – Preencha os campos necessários

Essa parte é simples, pois tanto o aplicativo quanto o programa são intuitivos.

Você irá preencher suas informações e as dos seus dependentes, informar suas despesas, seus bens e seus recebimentos, além de colocar seus dados bancários para o depósito da restituição.

4 – Revise e finalize

Por fim, certifique-se de que todos os seus dados estejam corretos antes de enviar e escolha o modelo de dedução mais vantajoso para você (simplificado ou completo).

Em seguida, envie sua declaração e aguarde.

Qual prazo para declaração do IR 2021?

Você tem até as 23h59 do dia 31 de maio, pelo horário de Brasília, para entregar sua declaração.

E se eu perder o prazo?

Por mais que o passo a passo seja simples, não é bom deixar para última hora. Se você perder o prazo, procure acertar as contas com o Leão o mais rápido possível.

A multa é de 1% sobre o imposto ao mês, com valor mínimo de R$ 165,74 e máximo de 20%, começando a contar logo no dia seguinte ao atraso.

O que acontece se não fizer a declaração?

Além dessa questão da multa, outra consequência grande de não declarar o Imposto de Renda é a suspensão do seu CPF, impedindo você de:

  • Renovar passaporte
  • Acessar crédito
  • Prestar concurso público
  • Fazer empréstimo ou financiamento
  • Comprar casa ou veículo

Portanto, o prejuízo é grande caso você deixe de declarar. Por isso, não deixe para depois. 

E para aqueles que deixaram de declarar nos anos anteriores, uma boa notícia: você pode enviar a declaração atrasada pela internet ou, se preferir, entregar em uma unidade da Receita Federal. 

Para mais conteúdos sobre finanças acesse o nosso site

Gostou desse artigo? Confira também:

Buscar um artigo
Assine nossa newsletter​

Receba notícias exclusivas do nosso time de conteúdo

Buscar